ESCREVENDO UM BESTSELLER | APRENDA E ESCREVER MELHOR COM SUA LEITURAS | THEREVIEWBOOKS.COM.BR
Escrevendo Meu Livro

Escrevendo um bestseller #4 » Aprenda a escrever com suas leituras

Se você começou a escrever um livro, vai começar a pesquisar sobre como fazer isso melhor. Você vai achar regrinhas de ouro como “Não mostre, conte” e “Kill your Darlings”. Porém a regra mais valiosa para autores iniciantes é aprenda a escrever com o que você lê.

Ler com um senso crítico vai encher sua bagagem de ferramentas e soluções para seus futuros desafios de narração. Mas antes de começar a te contar como faremos isso, fique por dentro do que já rolou na série Escrevendo um bestseller: um guia prático para escrever o seu próprio livro de sucesso.

Escrevendo um bestseller #1 » O Começo
Escrevendo um bestseller #2 » O Primeiro Parágrafo
Escrevendo um bestseller #3 » Como Achar sua Individualidade
Escrevendo um bestseller #4 » Aprenda a escrever com suas leituras
Escrevendo um bestseller #5 » Aprendendo Storyteller com a Pixar
Escrevendo um bestseller #6 » Por que usar Prólogos
Escrevendo um bestseller #7 » Como se livrar de Bloqueio Criativos
Escrevendo um bestseller #8 » Conhecendo o seu Gênero
Escrevendo um bestseller #9 » O Primeiro Capítulo
Escrevendo um bestseller #10 » Construindo sua audiência antes da publicação
Escrevendo um bestseller #11 » 8 maneiras para você continuar motivado a escrever
Escrevendo um bestseller #12 » Criando personagens autênticos e reais

ESCREVENDO UM BESTSELLER | APRENDA E ESCREVER MELHOR COM SUA LEITURAS | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

Aprenda a escrever vozes diferentes ampliando suas leituras

Se você quer ser um escritor realmente bom, mas bom mesmo, você precisa ter um repertório amplo. Então não fique preso só no gênero literário que costuma ler ou escrever. Leia livros contemporâneos lado a lado de clássicos, por exemplo.

Lendo personagens e histórias diversas, você ganha novas visões de mundo. Afinal, fica um pouco complicado, você esbarrar na rua com um cavalheiro vitoriano com um alto chapéu ou uma fada encantada que realiza desejos até a meia noite e assim aprender com a realidade, né?

Preste atenção principalmente nas partes que sua escrita não estão tão desenvolvidas. Por exemplo, se você tem dificuldades de escrever:

Construção de Universos: Leia livros de fantasia, ou distópicos, eles tem universos bem delineados para dar valor e base as histórias.

Personagens bem desenvolvidos: Leia livros onde personagens sejam o tema central, como livros em primeira pessoa.

Enredos de tirar o fôlego: Procure por listas de livros de suspense ou romance policial, eles são ótimas escolhas para você que quer escrever um roteiro para deixar seu leitor pendurado por um fio.

Entendeu a ideia? Se você tiver alguma dificuldade, terei o maior prazer em te ajudar, então não fique acanhado de comentar ou me mandar um email, só não pode deixar de fazer esse exercício. Ele é fundamental para a nossa próxima dica.

Torne-se especialista em seu gênero

Não interessa se você escreve sobre ficção ciêntifica, fantasia, romance erótico, policiais, suspense ou qualquer outro gênero, conhecer muito bem o que você escreve te trás vantagens de muitas maneiras, como:

Ficar confortável com o estilo, figuras de linguagem e tendências atuais
Há muito o que se inspirar, reconstruir e escrever de forma diferente.

Você é mais apto a descrever o contexto da sua própria ficção
Na hora de apresentar sua história a leitores, agentes ou editores você terá mais facilidade em explicar seu trabalho, metáforas e motivos.

Quando você lê seu gênero favorito é capaz de conhecer essas figuras de linguagem (ou tropos) recorrentes naquele tipo de história. Autores conceituados são capazes de reproduzir ou subverter essas figuras/temas. Por exemplo, mostrando um personagem “escolhido” que deve salvar o mundo, ou até mesmo briincando com esse papel fazendo algo inesperado com ele.

Descubra: Conheças o que são tropos e quais tipos mais comuns na literatura.

Por exemplo, Jean Rhys e Charlotte Brontë escreveram seus livros em séculos diferentes, 1966 e 1847 respectivamente. Mas essa distância de tempo não impediu que Rhys fosse capaz de recorrer aos elementos e falhas do romance de Brontë, para criar uma resposta criativa para o romance Jane Eyres. O livro Vasto Mar de Sargaços, usa como inspiração a personagem Bertha Antoinette Mason escrita por Brontë e aqui reproduzida com tanta fidelidade que Rhys, com sua escrita, levou seu livro ao mesmo patamar de clássico do de Charlotte.

Mas como aprender a escrever lendo seu livro favorito?
Sempre se faça algumas perguntas, como:

  • Esse livro se encaixa no meu gênero?
  • Ele reforça clichês ou abre novos caminhos? Como?
  • Aprendi algo novo com esse livro?
  • Como ele é geralmente avaliado? Você concorda?

Escreva melhor conhecendo à estrutura das suas leituras

ESCREVENDO UM BESTSELLER | APRENDA E ESCREVER MELHOR COM SUA LEITURAS | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

Você pode aprender estrutura literária do modo mais fácil ou mais difícil, lembre-se que desde que você nasceu, se espelhar em outras pessoas sempre foi o modo operandis mais fácil para você aprender uma coisa nova. Ao invés de estudar uma tonelada de teoria sobre isso, use suas leituras e autores preferidos para aprender mais como estruturar suas próprias histórias.

Ler uma série ou trilogia, por exemplo, te ajuda muito na hora de entender como aquele autor estruturou seu enredo e narrativa.

Vamos fazer um pequeno exercício sobre como aprender estruturas?

  • Escolha um livro que você já tenha lido e seja com um gênero parecido com o que você está escrevendo.
    Por exemplo, se você está escrevendo um livro de suspense com vários pontos de vista pode usar um da Agatha Christie.
  • Escreva um breve resumo para cada capítulo.
  • Tome nota de tudo que acha que é importante ou te surpreendeu.
  • Tente observar todos os pontos de argumento ou virada de roteiro e como o autor fez isso.
    Eles são descrito sempre como flashbacks ou memórias de algum personagem? São no período de tempo atual?
  • Quantas páginas tem em média cada capítulo?
  • Há alguma relação entre esse número de páginas e o tom ou humor adotados naquele capítulo?
  • No capítulo mais curto o que foi retratado e qual a importância para a história?
  • E no capítulo mais longo?

Escrevendo tudo isso, no final da sua leitura você terá uma definição mais técnica sobre a estrutura do livro, e conforme você vai praticando esse exercício, acaba decifrando os vícios e receitas que os autores usam para criar uma história perfeita.

Seu personagens preferidos são ótimas fontes de inspiração

Assim como com a estrutura, a melhor forma de criar personagens bem desenvolvidos é estudando os seus personagens preferidos e emblemáticos. O que faz o Sherlock Holmes ser tão famoso e atemporal? Responder essa pergunta pode ser bem simples.

Lembrando que no nosso facebook temos uma ficha técnica para a construção de personagens que pode também te ajudar a criar fichas para os personagens que você escolheu para estudar e assim conhecê-los ainda melhor.

Há uma séries de detalhes que você precisa saber para entender porque aquele personagem é tão bom ou não. Abaixo eu listo algumas perguntinhas que podem te ajudar a encontrar a receita de bolo que o autor usou para criar os personagens.

Durante sua leitura, você acreditou no personagem?
Ele parece esteriotipado?
Ele foi subdesenvolvido? Se sim, o que na sua opnião podia ter sido feito diferente por ele?
Suas motivações eram claras?
Você consegue citar um pouco da personalidade dele?

Assim como fizemos com a estrutura, pegue um livro que você já leu e releia prestando mais atenção nos personagens. Tente perceber como ele fala, se os diálogos condizem com as idades, personalidades, ambiente, tempo e lugar que esse personagem está inserido. Se suas descrições físicas são importantes para a construção desse personagem e se o plano de fundo da história tem influência ou não sobre ele.

ESCREVENDO UM BESTSELLER | APRENDA E ESCREVER MELHOR COM SUA LEITURAS | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

O que podemos concluir até aqui

Quando começamos a pensar em escrever, ou até mesmo quando já efetivamente começamos, não temos idéias do caminho árduo que estamos tomando. Escrever um livro é um prazer tanto quanto um castigo, mas mesmo que pareça ser trabalho de mais, respire e se divirta. O mundo da literatura é como um portal para um mundo infinito de possibilidades. Estude seus autores preferidos, e suas obras, até conhecê-los mais do que a você mesmo.

E não deixe de ler criticamente (ou seria tecnicamente?) até mesmo aqueles autores que você não gosta, mas que fazem um baita sucesso.

Então já sabe, qualquer dúvida, só deixar aqui nos comentários. Não se esqueça de favoritar esse post e se inscrever na newsletter para receber mais dicas do Escrevendo um Bestseller.

Publicitária carioca, 27 anos, apaixonada por histórias de suspense e romances policiais. Autora "aposentada" de fanfics, esteve a frente do extinto site de fanfics interativas Dream Store Fanfictions, desde a sua criação em 2007. Nutrindo desde aquela época, uma vontade de ajudar autores iniciantes a escrever melhor e alcançar seus objetivos. No The Review Books é responsável pela série "Escrevendo um Bestseller" e pela identidade visual do site e redes sociais.