ESCREVENDO UM BESTSELLER | COMO ACHAR SUA INDIVIDUALIDADE | THEREVIEWBOOKS.COM.BR
Escrevendo Meu Livro

Escrevendo um bestseller #3 » Como achar sua individualidade

Achar sua individualidade é importante. Afinal, escrever um livro é mais do que por palavras em um papel ou numa tela de computador. As vezes temos dificuldade de dizer o que queremos dizer.

Trabalhar essa voz única, é bom tanto para conseguir organizar sua ideias quanto para se destacar quanto autor.

Se esse é a sua primeira leitura por aqui, deixe-me te apresentar. Escrevendo um bestseller: um guia prático para escrever o seu próprio livro de sucesso é uma série de dicas para autores iniciantes que querem se destacar nas plataformas de publicação online, como se fosse seu próprio agente literário.
 
Na série você vai encontrar dicas valiosas para melhorar sua escrita, organizar e melhorar seu enredo, dar um up na sua divulgação e chamar a atenção das editoras.

Escrevendo um bestseller #1 » O Começo
Escrevendo um bestseller #2 » O Primeiro Parágrafo
Escrevendo um bestseller #3 » Como Achar sua Individualidade
Escrevendo um bestseller #4 » Aprenda a escrever com suas leituras
Escrevendo um bestseller #5 » Aprendendo Storyteller com a Pixar
Escrevendo um bestseller #6 » Por que usar Prólogos
Escrevendo um bestseller #7 » Como se livrar de Bloqueio Criativos
Escrevendo um bestseller #8 » Conhecendo o seu Gênero
Escrevendo um bestseller #9 » O Primeiro Capítulo
Escrevendo um bestseller #10 » Construindo sua audiência antes da publicação
Escrevendo um bestseller #11 » 8 maneiras para você continuar motivado a escrever
Escrevendo um bestseller #12 » Criando personagens autênticos e reais

ESCREVENDO UM BESTSELLER | COMO ACHAR SUA INDIVIDUALIDADE | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

SUA VOZ ÚNICA

Antes de mais nada, você precisa saber que já é único e que ninguém mais no mundo escreve como você.

Todos os escritores são únicos.

Sua individualidade é o ponto principal da sua história, é o que te diferencia de outros livros e mostra ao leitor o tipo de autor você é.

Nessa postagem, vou te ajudar a trabalhar essa individualidade, a achar sua voz única e se destacar no que pode parecer um mar profundo de coisas que você quer dizer, mas já foram ditas antes.

Escreva, escreva e escreva mais um pouco, todos os dias.

Eu sei que nem sempre é fácil, eu mesmo já fui -e ainda sou um pouco- daquele tipo que só se propõe a escrever quando a inspiração vem. Porém isso não é benigno, a prática é a melhor amiga da perfeição.

Você não precisa escrever 1500 palavras, nem escrever sobre a história que está trabalhando. Uma boa forma de desenvolver sua habilidade de escrita é escrever pequenas histórias.

Trabalhe um pouco todos os dias, brinque com diferentes técnicas, gêneros, tempos, use primeira, segunda e terceira pessoa. Divirta-se e aprenda.

Leia Muito e quando cansar? Leia mais.

Acredite em mim, ler nunca vai ser suficiente se você quer ser um grande autor e isso é maravilhoso. O ser humano aprende basicamente através de exemplos, e suas leituras prefereridas podem ser o caminha ideal para achar sua voz.

Não se recrimine, você não está copiando ninguém. Lembre-se do que eu disse, cada escritor é único.

Por exemplo, eu amo os diálogos da Leisa Rayven, as descrições do Sidney Sheldon e os enredos da Lora Leigh e ler os livros deles me ajudou muito a me tornar uma escritora melhor.

Fale em voz alta

Sabe aquele espanto quando você se ouve em uma gravação? Isso pode fazer a gente se encolher, mas pode ser uma ótima ferramenta para testar sua escrita.

Leia tudo o que escreve, diálogos principalmente, em voz alta. Você vai ficar impressionado com como as coisas podem ganhar outra proporção.

ESCREVENDO UM BESTSELLER | COMO ACHAR SUA INDIVIDUALIDADE | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

SUA VOZ INDICATIVA

Então sabemos que você é quem manda e escreve essa história na qual está trabalhando, mas seus personagens são a alma de todo negócio. A força motriz que encantará seus leitores e os guiaram nessa jornada.

Eles não podem ser quaisquer personagens, não é mesmo?

Para evitar personagens sem sal e simples, nós oferecemos a eles suas próprias vozes. Mas como?

Conheça seus personagens

Eu já falei no nosso primeiro post sobre a importancia de conhecer seus personagens. Porém isso não te impede de escrever sobre um ou outro do qual não conheça, mas é um movimento bem arriscado que pode levar seu livro ladeira a baixo.

Pense nele como um amigo próximo, passe um tempo com ele antes de começar a escrever sobre ele.

Descubra: 116 Perguntas para você construir personagens irresistíveis.

Use um diário por eles

A primeira vista parece ser uma ideia um pouco louca, criar um diário em nome do seu personagem. Mas abra sua mente, pode ser uma ótima técnica para entrar na mente de quem você quer retratar.

Pegue situações que você está passando ou vê e se pergunte: O que ele faria? Como ele iria lidar com isso?

Assim você conseguirá compreender a personalidade e compreender melhor o seu personagem.

Determine como eles falam

Assim como todo escritor é único, cada personagem também vai ser. Seus modos de pensar, suas personalidades, suas vidas, tudo os diferencia.

Por mais que personagens sejam serem “inanimados”, eles não são apenas frases diferentes num livro, são entidades diferentes. Alguns são mais reservados, outros francos além do limite.

Todo o processo de conhecimento dos seus personagens, assim como o ambiente que você vai inseri-los vai te ajudar a achar a voz única de cada um.

ESCREVENDO UM BESTSELLER | COMO ACHAR SUA INDIVIDUALIDADE | THEREVIEWBOOKS.COM.BR

REMOVA AS FRAQUEZAS DOS SEUS PONTOS FORTES

Calma que não vamos matar nenhum personagem que pareça fraco. O que quero dizer aqui é que precisamos remover tudo que arrasta sua voz para baixo, palavras e aspectos que podem ser prejudiciais.

Se livre de palavras ruins

Eu particularmente sou uma devoradora de sinônimos. Sempre que escrevo alguma coisa, inicio na revisão uma caça aos padrões e repetições. Isso por que eles podem tornar seu livro sonoramente repetitivo e muito próximo a escrita de outras pessoas.

Não é uma regra, mas há algumas palavras que você pode querer fujir, como: disse, digamos, pense, sinta, foi, muito, quase, de repente, eu estou, realmente, entretanto e por causa de.

Mas são palavras comuns, por que preciso me livrar delas?

Simples, elas não fazem nenhuma diferença no seu enredo e você pode realmente usar palavras bem melhores em seu lugar. Um site que eu gosto muito de usar é o sinonimos.com.br, ele me ajuda a fazer substituições ricas e muito mais agregadoras.

Além do mais, fazer trocas te ajuda a ser mais descritivo e seguiar a “regra” mostre e não conte.

Descubra: Mostre, não conte: a técnica que vai mudar a sua história.

Diga não a voz passiva

Mas não precisa voltar para escola para saber o que é uma voz passiva. Voz passiva é quando um sujeito não é o agente da ação numa frase. Para entender melhor, vamos há um exemplo:

“A maça envenenada foi mordida pela Branca de neve.”

Num primeiro momento, não há nada errado com essa frase. Ela não é uma sentença sem sentido, mas há uma forma melhor de dizer a mesma coisa, quer ver?

“Branca de neve mordeu a maça”

Viu? Ao contrário da primeira frase, aqui o sujeito da frase, ou seja o foco principal, é a Branca de neve e não a maça. Mas não para por aí, a segunda frase é muito mais clara para ler do que a primeira.

_____________

Então é isso, hoje nós aprendemos jeitos de achar aquela voz que nos diferencia. Se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, deixe nos comentários para a gente debater. A gente se vê no próximo post, que será sobre preparação de livro. Você não pode perder.

Até lá seguiamores.

Publicitária carioca, 27 anos, apaixonada por histórias de suspense e romances policiais. Autora "aposentada" de fanfics, esteve a frente do extinto site de fanfics interativas Dream Store Fanfictions, desde a sua criação em 2007. Nutrindo desde aquela época, uma vontade de ajudar autores iniciantes a escrever melhor e alcançar seus objetivos. No The Review Books é responsável pela série "Escrevendo um Bestseller" e pela identidade visual do site e redes sociais.