ROOMHATE: AMOR IMENSO | PENELOPE WARD | THEREVIEWBOOKS.COM.BR
Resenhas

Amor Imenso » Penelope Ward

Tenho que dizer que Amor Imenso foi um marco na minha vida. Eu sou a louca das séries com 500 volumes por que eu não consigo desapegar das histórias e acho que essa foi a primeira vez que um livro único me pegou e me jogou no chão.

Eu só queria que a Penelope Ward desse um jeito de transformar esse livro em uma série, só por que eu fiquei tão apegada a ele que li duas vezes num intervalo de 2 dias. Amor Imenso entrou pro meu hall de favoritos, daí você deve estar pensando, o que esse livro tem de tão bom para esse reboliço todo?

Bem, eu diria que nada e tudo ao mesmo tempo, é um conjunto de fatores que valem muito a pena e tem até nome: Justin.

Por que vocês bem sabem, eu vim a esse blog com a missão de encher isso de boys maravilhosos.

A história toda começa com uma cláusula no testamento de Nana, avó da personagem principal a Amélia. A bendita cláusula dita que ela e Justin, melhor amigo de infância dela, herdaram a casa de praia e terão que dividi-la, ou nada feito, ninguém herda nada.

O problema é que eles não se falam desde a adolescência quando algumas tretinhas aconteceram e a Amélia fugiu deixando tudo para trás, inclusive o amor de Justin, que obviamente, não superou ainda. Para piorar, quando os dois voltam a se encontrar, num verão na casa de praia, Justin tem uma linda e simpática namorada a tira colo.

Entre ressentimento, paixão reprimida e bom senso, Justin e Amélia tem de se virar em muitos para passar aquele verão sem se matarem ou se comerem.

Descubra: Conheça a autora de bestsellers esportivos da Amazon.

Todos os dois viveram em famílias disfuncionais, com pais que não ligavam a mínima para eles e cada um deles tem seus próprios traumas sobre isso que afetaram e ainda vão afetar seu relacionamento. Nana é o encaixe entre eles, foi na infância e continua sendo, agora que faleceu. Ela não é muito citada na história, mas isso não vai fazer você gosta menos dela, então o primeiro motivo para adorar Amor Imenso é Nana.

O próximo é Justin, mesmo na fase dele “odeio muito a Amélia e vou fazer o verão dela ser uma penitência”, você não tem como odiá-lo. Primeiro, ele é músico, e desde o primeiro minuto que viu Amélia, ele já fez músicas para ela. Já bateu uma invejinha né, queria um wannabe rockstar para mim também. Segundo que ele é o maior fofoníldo do mundo e você vai percebendo isso quando a namorada dele tem de voltar para NY.

Até a namorada do Justin é legal. Então você vai torcer para ele e Amélia ficarem juntos, mas que isso não afete muito a vida da Jade, por que ela não merece isso. Para sorte dela, Justin é um dos caras legais e o coração dela vai sobreviver e esse é o nosso motivo número três para gostar do livro. Porque de caras idiotas, basta a vida real e o Adam, o ex babaca da Amélia.

Enfim, o livro tem vários motivos maravilhosos para ser bom. Você tem duas pessoas com muito amor reprimido, anos de mágoa e uma vida de seguir em frente para fazer com que eles trabalhem duro para ficar juntos. A escrita da Penelope é rápida, os diálogos são divertidos, tem momentos MUITO NO SENSE, que você fica se perguntando: Por quê? Por quê?

Descubra: Aprenda como escrever um livro de forma simples e fácil.

Mas isso não tira nem um pouco a graça da leitura, que é tão espontânea, divertida e fluída que faz você querer (pelo menos fez com que eu quisesse) ler várias vezes, Eu amo reler livro, por que você pode ir direto para as partes mais legais. Sério, não dá para superar fácil a história do Justin e da Amélia, como a Bia Travessos disse, leva um tempo para você superar a ressaca literária que vem com eles.

Essa foi minha primeira leitura da autora, que tem no Brasil os títulos Cretino Abusado e Amor Imenso pela Editora Planeta no selo Essência, que são maravilhosos e Meu Querido Meio Irmão pela editora Pandorga, no qual já ouvi falar muito bem e desejo ler bem em breve. Então por favor leiam e me digam se é algum problema comigo, ou o livro é bom mesmo, por que enquanto escrevia essa resenha eu senti vontade de ler ele mais uma vez.

Publicitária carioca, 27 anos, apaixonada por histórias de suspense e romances policiais. Autora "aposentada" de fanfics, esteve a frente do extinto site de fanfics interativas Dream Store Fanfictions, desde a sua criação em 2007. Nutrindo desde aquela época, uma vontade de ajudar autores iniciantes a escrever melhor e alcançar seus objetivos. No The Review Books é responsável pela série "Escrevendo um Bestseller" e pela identidade visual do site e redes sociais.